Montijo recebeu I Encontro Inter CLDS e CLDS+

A Escola Profissional do Montijo recebeu no passado dia 20 de fevereiro o I Encontro Inter Contrato Local de Desenvolvimento Social (CLDS) e CLDS + do Distrito de Setúbal, organizado pelo Centro Distrital de Setúbal da Segurança Social, que reuniu entidades públicas e instituições particulares de solidariedade social em torno da temática dos CLDS e CLDS+.

A sessão de abertura contou com a presença da vereadora Maria Clara Silva, responsável pelo pelouro da ação social da Câmara Municipal do Montijo, Mariana Ribeiro Ferreira, presidente do conselho diretivo do Instituto de Segurança Social, Ana Clara Birrento, diretora do Centro Distrital de Setúbal da Segurança Social e João Martins, presidente da Escola Profissional do Montijo.   

Na sua intervenção, a vereadora Maria Clara Silva abordou o processo de aprovação da candidatura da Câmara Municipal do Montijo ao CLDS+. Denominado “Roda Livre”, o CLDS+ do Montijo encontra- se a ser executado pelo Centro Social de São Pedro do Afonsoeiro.    Para a vereadora, o processo sofreu diversas “vicissitudes que colocaram constrangimentos financeiros ao Centro Social de São Pedro. No entanto, o maior prejuízo situa-se na aprovação propriamente dita do projeto”.    “O CLDS+ do Montijo designa-se Roda Livre porque tinha associado uma oficina de bicicletas que, em conjunto com o centro de prototipagem, visavam a materialização do empreendedorismo jovem e a sustentabilidade do projeto. Lamentamos que a aprovação do projeto excluísse estes dois itens, o que retirou a inovação e a sustentabilidade do projeto após o términus do seu financiamento”, acrescentou.   

A presidente do conselho diretivo do Instituto de Segurança Social, Mariana Ribeiro Ferreira, e a Diretora do Centro Distrital de Setúbal da Segurança Social, Ana Clara Birrento, aproveitaram a ocasião para reforçar a importância da política social, concretizada por instrumentos como os CDL e o CLDS+, na melhoria da qualidade de vida e bem-estar das populações confrontadas com situações de pobreza e exclusão social.

Catarina Marcelino, presidente do Centro Social de São Pedro do Afonsoeiro, fez uma apresentação do projeto Roda Livre, onde focou também a questão de aprovação da candidatura, considerando que com a reprovação da Oficina de Bicicletas e do Centro de Prototipagem “desvirtuou parcialmente o projeto. As duas ações eram fundamentais para a sustentabilidade futura do projeto”.    Apesar deste problema, Catarina Marcelino deixou a garantia de que o “CSSPA e as entidades parceiras na Roda Livre farão tudo para garantir o sucesso do projeto e a sua sustentabilidade”.

Durante todo o dia, técnicos de diversas instituições e especialistas em questões de política social continuaram a debater os CLDS e o seu papel no desenvolvimento social local.

Anúncios
por classmontijo Com as etiquetas